Descubra um culto da Igreja Evangélica Armênia de Issy-les-Moulineaux sobre a importância de "estar pronto"

Descubra em replay na Présence Protestante (France 2) um culto da Igreja Evangélica Armênia de Issy-les-Moulineaux, liderado pelo Pastor Joël Mikaélian. Uma igreja que há 90 anos participa da presença cristã na cidade ao lado de outras igrejas e quer ser testemunha do amor de Cristo para todos. O sermão centra-se no Evangelho de Mateus e convida-nos a meditar sobre a importância de “estarmos prontos”.

“E eles não suspeitaram de nada. »
Gênesis 37.39

Todo mundo sabe que personagens secundários em filmes de guerra estão condenados à morte certa. Ao longo das décadas, esse princípio tornou-se até uma convenção narrativa, uma espécie de jogo destinado a captar a atenção de espectadores informados e consolidar bases de fãs.

Esse princípio faz parte dos códigos do que no cinema se chama “gênero”. É uma forma de criar, através da história, uma ligação entre o narrador e o espectador.

Muitas vezes, um truque de encenação apimenta essas "mortes a serviço do gênero", seja no registro do drama, seja no da paródia...

Feche os olhos e imagine... Estamos no meio de uma briga. Uma intensa cena de filmagem está em andamento. O inimigo invisível espreita. Personagem secundário (esse é o nome dele) se joga na batalha com gritos altos e raiva. De repente, o tempo parece suspenso. Um silêncio pesado se instala. O inimigo, a besta imunda, seria morto? Nossos nervos estão à flor da pele. O herói está sempre alerta, seus sentidos aguçados. O personagem secundário (ainda é o nome dele) libera sua atenção por um breve momento. Ele diz uma palavra bastante forte, suspira, acende um cigarro, considera que a vitória está ao seu alcance.

Infortúnio! Ele ainda não sabe... Nós sabemos. Na segunda que se segue: uma bala assobia ou a besta imunda surge sabe-se lá de onde. Sucessão de “planos cortados” ilegíveis e, portanto, assustadores. A cena do Personagem Secundário está plana.

Esse Personagens Secundários “mortos em combate do gênero”, adverte o evangelista Mateus, somos nós.

Nós que acreditamos estamos escrevendo a história. Nós que, no meio da luta, gritamos vitória e que caímos logo em seguida. Nós as cigarras, claro, mas nós as formigas também. Somos nós quando acreditamos que podemos derrotar a besta imunda por nossos bunkers sobreviventes autossuficientes longe do mundo, não por nossas metralhadoras de imprecações, por nossa logorreia de versos aprendidos de cor, por nossas fortalezas inexpugnáveis ​​de certezas, de enfim humanos soluções!

Ninguém sabe o dia e a hora em que o mestre voltará. "Nil", ou seja: ninguém.

Temos que nos comportar como heróis, sempre atentos, não como Personagens Secundários. Caso contrário, com nossos gritos e nossos alarmes, estamos de fato apenas tocando os sinos de alarme do movimento. Enquanto o vírus se aninha na nossa vida, em nós, espalhamo-lo a todos os vagões,: “o fim está a chegar”, “a guerra está à nossa porta”, “vacinas, seca, chuva, ventos, as legiões estão aí” .

"Prepare-se"! No entanto, quando o alarme soa, a locomotiva muitas vezes para em campo aberto, ao alcance de hienas de camisa marrom e lobos com pensamentos sombrios, longe de ajudar.

Noé não esperou as chuvas para construir a arca, ele obedeceu a Deus. Estar pronto não é soar o alarme. Estar pronto é esperar uma enchente a qualquer momento e aguentar, esteja o céu claro ou nublado.

Deus nos fez uma promessa, estabeleceu no céu o selo de sua aliança conosco. A enchente só aconteceu uma vez, não vai acontecer de novo. Estar pronto, portanto, não é ficar sozinho em um bunker sobrevivencialista desenhando ao menor ruído um verso irrelevante, estar pronto é esperar Deus em minha vida, o tempo todo, a lamparina acesa, cheia de óleo.

Aqueles que vivem em guerras, pobreza, fome, genocídios sabem disso. Esta é a mensagem de Joël Mikaelian e da Igreja Evangélica Armênia de Issy-Les-Moulineaux (92): “estar pronto é viver”.

Um programa dirigido por Damien Pirolli e produzido por France.tv Studio para France Télévisions para descobrir em replay na Francetv até domingo, 4 de dezembro.

Christopher Zimmerlin, para a presença protestante

© Info Chrétienne - Reprodução parcial autorizada seguida de um link "Leia mais" para esta página.

APOIE A INFORMAÇÃO CRISTÃ

Info Chrétienne por ser um serviço de imprensa online reconhecido pelo Ministério da Cultura, a sua doação é dedutível no imposto de renda em até 66%.