Crime infantil na Igreja: 45 vítimas obtiveram compensação financeira

Quarenta e cinco pessoas receberam ou receberão em breve uma compensação financeira na França, anunciou na sexta-feira o presidente da Autoridade Nacional Independente para Reconhecimento e Reparação (Inirr).

No final de Setembro, dos 1.004 pedidos de indemnização registados no Inirr desde o início do ano, "foram proferidas 60 decisões, das quais 45 incluem uma componente financeira", declarou Marie Derain de Vaucresson em conferência de imprensa, quase um ano após a publicação de um relatório chocante da comissão Sauvé sobre pedocrime na Igreja Católica na França desde 1950.

Criado pelo episcopado em novembro de 2021, o Inirr oferece reparações às vítimas de padres ou leigos nas dioceses, estabelecimentos e associações católicas da França, com exceção das congregações.

O pedido, quando inclui uma componente financeira, é avaliado com base em “três escalas de gravidade” e pode ascender a 60.000 euros.

Destes 45 processos com componente financeira, 23 foram pagos pela Selam, o Fundo de Auxílio e Combate ao Abuso de Menores na Igreja Católica, a estrutura que paga as reparações financeiras uma vez proferidas as decisões do Inirr.

As outras 22 decisões “estão sendo finalizadas” e em breve serão enviadas para este fundo, segundo a Sra. Derain.

"De uma amostra de 38 decisões, nove receberam a quantia de 60.000 euros, 21 valores entre 15.000 e 30.000 euros, e oito um valor inferior a 15.000 euros", disse ela.

E no total, estão a ser processadas 160 situações, ou seja, a pessoa está acompanhada por uma pessoa “referente”.

O Inirr, que tinha três referentes assalariados, "reforçou" as suas equipas, passando para "sete referentes assalariados" e cinco voluntários, segundo o seu presidente que pretende, nas próximas semanas, passar para uma "clara aceleração" nos apoios. e o processamento dos pedidos.

O Conselho Editorial (com AFP)

© Info Chrétienne - Reprodução parcial autorizada seguida de um link "Leia mais" para esta página.

APOIE A INFORMAÇÃO CRISTÃ

Info Chrétienne por ser um serviço de imprensa online reconhecido pelo Ministério da Cultura, a sua doação é dedutível no imposto de renda em até 66%.