O Coliseu de Roma iluminado em vermelho em memória dos cristãos perseguidos

2000 anos atrás, os cristãos foram torturados e executados no Coliseu por se recusarem a negar sua fé cristã.

SNo sábado, 24 de fevereiro, às 18h00, o monumento mais famoso de Roma se iluminou em vermelho como um sinal de solidariedade para com todos aqueles que sofrem por sua fé no mundo. A iniciativa da organização Ajuda à Igreja que Sofre visa destacar os 3000 mártires cristãos identificados em 2017 e sensibilizar a comunidade internacional sobre um assunto muitas vezes esquecido na mídia.

Compartilhe este vídeo no Facebook

Às 18 horas, o Coliseu, mas também a Catedral de Santo Elias em Aleppo na Síria e a Igreja de São Paulo em Mosul, Iraque, assumiram a cor do sangue derramado por cristãos perseguidos em todo o mundo.

Nesta ocasião, a família de Asia Bibi, paquistanesa presa sob as leis de blasfêmia em vigor em seu país, e uma ex-refém de Boko Haram, a nigeriana Rebecca Bitrus, puderam testemunhar sobre a viagem.

Rebecca diz que nada poderia tê-la feito perder a confiança em Deus, nem o assassinato de seu filho de um ano, nem a tortura e o estupro.

O editorial

© Info Chrétienne - Reprodução parcial autorizada seguida de um link "Leia mais" para esta página.

APOIE A INFORMAÇÃO CRISTÃ

Info Chrétienne por ser um serviço de imprensa online reconhecido pelo Ministério da Cultura, a sua doação é dedutível no imposto de renda em até 66%.