Cineasta tcheco fazendo documentário sobre cristãos perseguidos presos no Sudão

Em 29 de fevereiro, o jornal Espelho Diário de Praga conta como o cineasta e missionário tcheco Petr Jasek foi preso no Sudão em dezembro passado.

LAutoridades sudanesas o acusam de querer denunciar a violência de muçulmanos contra cristãos, já que o jornalista teria ido ao Sudão sob a cobertura da organização internacional A Voz dos Mártires. Até agora, o esforço da diplomacia tcheca para libertá-lo falhou. O julgamento pode começar neste mês.

A acusação principal é baseada em uma gravação de vídeo, em que um cristão sudanês revela seus ferimentos e queimaduras. Petr disse na época que o cristão foi ferido por causa de sua fé, após um ataque de muçulmanos. Após ser questionado pelas autoridades, o homem alegou que Jasek interpretou mal suas palavras, dizendo que seus ferimentos foram resultado de um acidente de trânsito. O cineasta também é acusado de entrar ilegalmente no país.

Por essas acusações, Petr Jasek enfrenta agora uma pesada sentença de até a pena de morte.

HL

© Info Chrétienne - Reprodução parcial autorizada seguida de um link "Leia mais" para esta página.

APOIE A INFORMAÇÃO CRISTÃ

Info Chrétienne por ser um serviço de imprensa online reconhecido pelo Ministério da Cultura, a sua doação é dedutível no imposto de renda em até 66%.