Os bispos canadenses pedem desculpas: "Reconhecemos o sofrimento experimentado nas escolas residenciais indianas"

“Nós, Bispos Católicos do Canadá, reunidos na Assembleia Plenária esta semana, aproveitamos esta oportunidade para afirmar aos povos indígenas deste país que reconhecemos o sofrimento vivido nas escolas residenciais indianas no Canadá. "

Entre os meses de maio e junho, os restos mortais de mais de mil crianças das Primeiras Nações foram descobertos em locais de antigas escolas residenciais indianas administrado pela Igreja Católica. É um episódio trágico da história canadense que a Igreja teria preferido esquecer e que, assim, ressurgiu.

Vários meses depois de suas descobertas, a Conferência Canadense dos Bispos Católicos (CCCB), reunida por ocasião de sua Assembleia Plenária, publicou um comunicado de imprensa Sexta-feira, 24 de setembro em que ela pede desculpas aos povos indígenas pelos abusos cometidos nessas escolas residenciais indígenas.

“Expressamos nosso profundo remorso e pedimos desculpas inequivocamente. "

O CCCB enumera os “abusos graves” perpetrados por representantes da Igreja Católica nestes locais destinados a “matar o índio na criança”: “físicos, psicológicos, emocionais, espirituais, culturais e sexuais”. “Também reconhecemos com tristeza o trauma histórico e contínuo, bem como o legado de sofrimento e desafios que perduram até hoje para os povos indígenas”, continuam os Bispos.

Eles afirmam estar “totalmente engajados” em um processo de “cura e reconciliação” e prometem também se comprometer “a arrecadar fundos em todas as regiões do país para apoiar iniciativas discernidas localmente com parceiros indígenas”. Acrescentam convidar “os povos indígenas a caminhar” com eles para a “reconciliação” e comprometer-se, por fim, “a continuar o trabalho que visa fornecer os documentos ou os arquivos que ajudem a comemorar os povos sepultados. anônimo ”.

Os bispos canadenses também mencionam, a delegação de líderes de comunidades indígenas no Canadá que deve se encontrar com o Papa Francisco em dezembro próximo e dizer que está pronto "para trabalhar com a Santa Sé e [seus] parceiros indígenas na possibilidade de uma visita pastoral do Papa ao Canadá como parte desta jornada de cura".

“Estamos empenhados em continuar a apoiar vocês, as Primeiras Nações, Métis e Inuit deste país. Respeitando sua resiliência, força e sabedoria, esperamos ouvir e aprender com você enquanto caminhamos em solidariedade. »Eles concluem.

Após a descoberta de túmulos de crianças aborígenes em locais de antigas escolas residenciais, uma onda de incêndio criminoso e outros atos de destruição se multiplicaram no Canadá neste verão. No início de julho, contamos 23 ataques contra as igrejas católicas no país.

Camille Westphal Perrier

Crédito da imagem: Margarita Young / Shutterstock.com

© Info Chrétienne - Reprodução parcial autorizada seguida de um link "Leia mais" para esta página.

APOIE A INFORMAÇÃO CRISTÃ

Info Chrétienne por ser um serviço de imprensa online reconhecido pelo Ministério da Cultura, a sua doação é dedutível no imposto de renda em até 66%.