Tiroteio na Igreja da Califórnia: O atirador foi motivado pelo ódio contra Taiwan

O homem que abriu fogo no domingo em uma igreja da Califórnia frequentada pela comunidade taiwanesa-americana, matando um e ferindo cinco, foi motivado pelo ódio a Taiwan e seu povo, disse a polícia na segunda-feira.

O suposto atirador, David Chou, 68 anos, trancou as portas com cadeado e colocou cola nas fechaduras da igreja em que dezenas de paroquianos participaram de um banquete após o culto da manhã, em Laguna Woods, perto de Los Angeles.

Ele também havia escondido sacolas contendo coquetéis Molotov e munição sobressalente ao redor do prédio antes de abrir fogo com duas pistolas, no que os investigadores consideram uma tentativa "metódica" de causar estragos.

“Sabemos que ele apresentou a estratégia que queria implementar”, disse o xerife do condado de Orange, Don Barnes.

“Foi muito atencioso, porque ele se preparou, estando lá, garantindo o local, colocando objetos dentro do quarto para fazer outras vítimas se tivesse oportunidade”, acrescentou.

Chou, um guarda de segurança em Las Vegas, agiu por "razões políticas e motivadas pelo ódio (e) ficou chateado com as tensões políticas entre a China e Taiwan".

“Pelo que descobrimos, acreditamos que ele visava especificamente a comunidade de Taiwan e esta Igreja Presbiteriana de Taiwan é uma representação dessa comunidade”, explicou ele.

Segundo o xerife, o homem é um cidadão americano que imigrou da China.

Por sua vez, um funcionário da representação comercial de Taiwan em Los Angeles disse à AFP que nasceu na ilha em 1953.

O homem morto pelo suspeito era um médico de 52 anos, John Cheng, que morreu após atacar o agressor na tentativa de desarmá-lo, dando a outros paroquianos tempo para neutralizá-lo, inclusive amarrando-o com uma extensão.

O xerife Barnes chamou o Dr. Chen de "herói" sem o qual "sem dúvida haveria mais vítimas".

O médico, que conseguiu abordar o suspeito, foi atingido por disparos de arma de fogo e sua morte foi declarada pelos serviços de emergência quando chegaram ao local. »

Outras cinco pessoas feridas no ataque foram levadas para o hospital. Eles tinham entre 66 e 92 anos.

O suspeito foi preso sob fiança de US$ XNUMX milhão.

As tensões políticas e diplomáticas são altas entre Pequim e Taipei: o regime comunista considera a ilha de Taiwan como uma de suas províncias destinadas a retornar ao seu rebanho, se necessário pela força.

A equipe editorial (com AFP)

© Info Chrétienne - Reprodução parcial autorizada seguida de um link "Leia mais" para esta página.

APOIE A INFORMAÇÃO CRISTÃ

Info Chrétienne por ser um serviço de imprensa online reconhecido pelo Ministério da Cultura, a sua doação é dedutível no imposto de renda em até 66%.