Exército birmanês ataca refugiados: "Três mortos e sete feridos, todos católicos, muito terror e lágrimas semeadas"

Um ataque do exército birmanês a campos de refugiados matou 3 civis, incluindo uma menina de 7 anos.

Em Mianmar, fontes da Igreja Católica revelaram que Tatmadaw, o exército birmanês, lançou um ataque aéreo em 17 de janeiro em campos de refugiados nas florestas próximas a Loikaw.

O Agenzia Fides lamenta a morte de três cristãos, duas irmãs de 7 e 18 anos e um homem de 50 anos.

“Três mortos e sete feridos, todos católicos, muito terror e lágrimas semeadas. »

Uma testemunha local relata "dois helicópteros de combate" que supostamente “jogou quatro bombas por volta de 1h15 de segunda-feira”.

Os deslocados, incluindo muitos cristãos, buscaram refúgio na floresta após confrontos entre o exército e as Forças de Defesa do Povo em Loikaw, capital do estado de Kayah, no leste de Mianmar, e nas aldeias vizinhas.

As vítimas citadas provinham todas da aldeia de Moso, local da "Massacre de Natal" onde os corpos carbonizados de pelo menos 35 civis, todos católicos, foram encontrados em 24 de dezembro.

Um crente de Moso testemunha a perseguição aos cristãos, que, no entanto, mantêm “a confiança em Deus, Salvador e protetor, na certeza de que ele não nos abandona”.

“Não temos nada, precisamos de tudo, mas o Senhor proverá. »

U Htay é um residente de Loikaw. Ele afirma que “a capital está se tornando uma cidade fantasma sem movimento”.

MC

Crédito da imagem: Shutterstock.com / R. Bociaga​​​​

© Info Chrétienne - Reprodução parcial autorizada seguida de um link "Leia mais" para esta página.

APOIE A INFORMAÇÃO CRISTÃ

Info Chrétienne por ser um serviço de imprensa online reconhecido pelo Ministério da Cultura, a sua doação é dedutível no imposto de renda em até 66%.