Madhavan, queimado vivo por sua família na Índia por ser cristão

shutterstock_177051857.jpg

Recusando-se a negar sua fé, um cristão indiano foi assediado, espancado e queimado vivo por sua família.

Madhavan viveu em Bengala Ocidental, na Índia. Ele era o único cristão em sua família. Solidariedade Cristã no Mundo (CSW) acaba de saber de suas fontes que ele foi queimado vivo por sua família.

No início de agosto, o cristão partiu para assistir a um casamento em sua família. Ele então teria sido assediado por seus filhos que o teriam pressionado a renunciar à sua fé cristã e também destruído sua Bíblia.

Em 14 de agosto, sua esposa e filhos foram se juntar a ele em sua igreja. Eles supostamente o levaram para casa e depois o espancaram, antes de arrastá-lo para a floresta e encharcá-lo com gasolina e incendiá-lo.

Segundo fontes da CSW, a polícia não quis intervir, citando uma disputa familiar. Uma decisão lamentada pelo presidente fundador da CSW, Mervyn Thomas, que insta "o governo de Bengala Ocidental e o governo central da Índia a garantir que a justiça seja feita neste caso e que os perpetradores não gozem da impunidade que muitas vezes envolve esses crimes na Índia".

MC


Artigos recentes >

Resumo das notícias de 28 de março de 2023

ícone de relógio cinza contornado

Notícias recentes >