Edito da semana de 29/07/2022 com Camille: Archie Battersbee, o papa no Canadá, perseguição na China, Sydney McLaughlin

SITE-O-Edito-da-semana-julho-29.jpg

No editorial da semana com Camille em vídeo, descubra os temas que animaram a esfera cristã esta semana a partir de artigos publicados no site InfoChrétienne.

Archie Battersbee, 12, sofreu danos cerebrais graves após um incidente em 7 de abril. Ele foi encontrado inconsciente pela mãe após participar de um "desafio" na internet. Colocado em suporte de vida, ele não recuperou a consciência desde então.

Enquanto os médicos querem interromper os tratamentos, seus pais lutam para contrariar essa decisão. Sua mãe, Hollie Dance, acredita que "cabe a Deus decidir o que deve acontecer com Archie, inclusive se, quando e como ele deve morrer" e pede que as crenças religiosas de seu filho sejam respeitadas.

Segunda-feira, os tribunais mais uma vez se aliaram à profissão médica e o Tribunal de Recurso recusou-se a levar o caso às Nações Unidas. Os pais anunciaram na quarta-feira que recorrer ao Supremo Tribunal pedindo-lhe para reverter esta decisão. Seu objetivo é apresentar sua solicitação à Convenção das Nações Unidas sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência.

segunda-feira, 25 de julho, Papa Francisco em viagem “penitencial” ao Canadá pediu perdão "pelo mal cometido" contra os indígenas, em particular nos internatos para crianças indígenas administrados pela Igreja Católica.

quarta-feira em Quebec, a segunda etapa de sua visita, voltou a denunciar as "políticas de assimilação e desenraizamento" que "destruíram muitas famílias indígenas", renovando seu “pedido de perdão” com “vergonha e dor” pelas ações de “muitos cristãos”.

François vai ao Ártico esta sexta-feira para a última etapa de sua jornada ao encontro dos Inuit, que por sua vez esperam um pedido de desculpas pelas escolas residenciais, mas também por palavras fortes sobre "abuso sexual".

Yang Kai, membro de uma igreja destruída pelas autoridades chinesas na província de Shanxi, chamada Cristãos de todo o mundo se unem em oração pela igreja perseguida na China.

Ele também pede orações para aqueles que estão atualmente presos no país, incluindo sete líderes de sua igreja, “para que o Senhor Jesus os proteja do sofrimento que estão enfrentando”.

Ainda na China, aprendemos esta semana a destruição de uma igreja católica "subterrânea" pelas autoridades na província de Hebei. O bispo desta paróquia recusou-se a cumprir a Associação Patriótica Católica Chinesa, uma organização que permite ao Estado controlar as igrejas.

A China está classificada em 17º lugar no Índice Global de Perseguição aos Cristãos de 2022 pela ONG Open Doors. A organização indica que “as igrejas são cada vez mais monitoradas” e que o regime de Pequim está fazendo todo o possível para “criar um cristianismo compatível com a ideologia comunista chinesa”.

Sydney McLaughlin, americana de 22 anos, foi coroada campeã mundial nos 400m com barreiras ao bater seu próprio recorde, em 50 seg. 68, na última sexta-feira em Eugene, Oregon.

“Tenho que começar dizendo que toda a glória é de Deus”, disse o atleta após a vitória. Em sua conta no Instagram, a fervorosa crente também lembra que com o Senhor “tudo é possível”!

Camille Westphal Perrier


Artigos recentes >

Resumo das notícias de 21 de março de 2023

Pela redação
ícone de relógio cinza contornado

Notícias recentes >