'É como um incêndio': Índia e Paquistão enfrentam temperaturas extremas

shutterstock_2145045855.jpg

"Existe um risco real de escassez de alimentos e colheitas este ano no país, se essa falta de água persistir" no Paquistão.

O sul da Ásia está enfrentando temperaturas anormalmente altas. No Paquistão, alguns lugares chegaram a 50°. É o caso de Jacobabad, na província de Sindh, no sul do Paquistão. As pessoas lutam para encontrar água potável.

Segundo a Agence France Presse, as autoridades alertam para o risco de falta de água e a grave ameaça à saúde.

A Organização Meteorológica Mundial (OMM) das Nações Unidas evoca uma onda de calor recorde que atingiu a Índia e o Paquistão desde abril e que seria “consistente” com as mudanças climáticas.

"É como um fogo queimando ao redor", disse Shafi Mohammad, um trabalhador agrícola de uma aldeia perto de Jacobabad.

De acordo com o Serviço Meteorológico do Paquistão (PMD), essas temperaturas estão entre 6 e 9° “acima do normal (sazonal)”. Segundo o chefe de previsão do serviço, “a intensidade, duração e frequência (destas ondas de calor) estão aumentando”.

O porta-voz do Departamento de Irrigação em Punjab, Adnan Hassan, lamenta uma redução no fluxo do Indo em 65% este ano "devido à falta de chuvas e neve". No entanto, de acordo com a ONU, sua bacia fornece 90% do abastecimento de água do Paquistão. Adnan Hassan afirma que "existe um risco real de escassez de alimentos e colheitas este ano no país, se essa falta de água persistir".

MC (com AFP)

Crédito da imagem: Shutterstock /Photou Delhi / Um garotinho se refresca em um poço, 11/04/2022, Delhi

Artigos recentes >

Resumo das notícias de 22 de março de 2023

Pela redação
ícone de relógio cinza contornado

Notícias recentes >