“Aceite-se como Deus o criou”: a incrível história da nadadora deficiente Jessica Long

Um anúncio da Toyota evocando a história de Jessica Long, uma nadadora deficiente que foi adotada, transmitido durante o Super Bowl, não deixou de mover os telespectadores. 

LNo dia 7 de fevereiro, aconteceu o Super Bowl, um jogo de futebol americano que constituiu o final da temporada. Este é um evento lendário nos Estados Unidos, pontuado por shows durante os quais artistas competem pela originalidade.

Este ano, um anúncio também chamou a atenção dos espectadores, este é um anúncio da marca de automóveis Toyota que apresenta a comovente história de Jessica Long, nadadora deficiente.

Jessica Long, uma jovem de 28 anos, nascida na Rússia, sofre de uma malformação congênita que exigiu a amputação de ambas as pernas abaixo do joelho. Colocada em um orfanato na Sibéria, ela é então adotada por Steve e Beth Long, um casal americano.

Na propaganda da marca Toyota, podemos ver a jovem nadando pelas diferentes etapas de sua vida, desde a infância em um leito de orfanato, às competições de natação, passando por aprender a andar com próteses e muletas.

Em um manutenção para o movimento do qual faz parte, “Luta pelos órfãos”, dirigido por atletas cristãos, que visa encorajar os órfãos e as pessoas com deficiência, a jovem confiou na sua fé e na sua história.

Aos 10 anos ela se juntou a uma equipe de natação. Um lugar onde ela se sente aceita como é, onde outras meninas a tratam normalmente e não como uma pessoa deficiente diferente.

“Eles não perceberam ou pareciam se importar que eu não tinha pernas. "

Questionada sobre sua fé em Deus, Jéssica relata que foi criada em um lar cristão onde a fé ocupava um lugar importante, mas que sua verdadeira fé veio depois. Há muito zangada com Deus por causa de sua deficiência, a jovem declara que finalmente decidiu entregar seu coração a Jesus. Uma escolha da qual nunca se arrependeu, pois confessa ter superado cada "momento difícil" da sua vida graças à "determinação" que Deus lhe deu.

“Sempre tive raiva de Deus. Eu não conseguia entender como um Deus poderia me fazer sem minhas pernas. Quando eu tinha 8 anos, eu meio que aceitei, mas era mais por medo e desejo de ir para o céu. Não havia relacionamento e ainda não me sentia bem o suficiente. Anos depois, quando treinei na primavera no Colorado, senti que Deus estava realmente trabalhando em meu coração. Fui educado da maneira certa, mas ainda tinha que vir a Cristo por conta própria. Finalmente, decidi que queria dar a Jesus todo o meu coração. Foi a melhor decisão que já tomei. Isso não significa que eu não tenha um dia difícil! Só agora sei quem finalmente tem meu coração e estou aprendendo a confiar em Deus. Crescendo, passei por várias cirurgias para ajudar no crescimento ósseo. O que tornou tudo mais difícil foi o processo de cura e não entender por que tive que passar por toda essa dor. Eu também tive que aprender a andar todas as vezes, mas olhando para trás, parar nunca foi uma opção. Superei todos os momentos difíceis da minha vida por causa da determinação que Deus me deu. "

“Agora olho para as minhas pernas e penso em todas as pessoas que pude tocar porque Deus me fez assim”, diz o atleta que quer encorajar os outros a se aceitarem “como Deus os fez”. "Aprenda a amar a si mesmo completamente, até mesmo seus defeitos!" Ela adicionou.

Em uma postagem no Instagram, Jessica Long agradeceu a Toyota por compartilhar sua história e sua família por seu amor e lealdade.

“O Domingo do Super Bowl finalmente chegou! Nenhuma palavra pode dizer o quanto isso significa para mim. O fato de minha história ser compartilhada dessa forma me dá arrepios absolutos. Agradeço à Toyota por dar vida à minha história. Obrigado aos meus pais por me adotar e me dar a melhor vida possível. Obrigado aos meus amigos e familiares por me apoiarem todos esses anos. Agradeço aos meus treinadores por me incentivarem a ser o melhor. Obrigado ao meu marido por me amar incondicionalmente. Assistirei ao Super Bowl deste ano com meus companheiros de equipe em Colorado Springs, no Centro de Treinamento Olímpico e Paraolímpico. Graças à tecnologia, estarei no FaceTime com meu marido, pais e irmãos assistindo de Baltimore. Eu olho para a frente ! "

Camille Westphal Perrier

Crédito da imagem: Licença Creative Commons / Wikimedia 

Artigo publicado originalmente em fevereiro de 2021.

© Info Chrétienne - Reprodução parcial autorizada seguida de um link "Leia mais" para esta página.

APOIE A INFORMAÇÃO CRISTÃ

Info Chrétienne por ser um serviço de imprensa online reconhecido pelo Ministério da Cultura, a sua doação é dedutível no imposto de renda em até 66%.