“A identidade da Igreja é evangelizar”: Papa Francisco destaca a importância da missão

Nesta quinta-feira, 6 de janeiro, foi divulgada a mensagem do Papa Francisco para o Dia Mundial das Missões que será celebrado em outubro. Francisco destaca nesta mensagem a importância de ser testemunha de Cristo, que segundo ele é o apelo de "todo cristão".

“Você receberá força quando o Espírito Santo descer sobre você; então sereis minhas testemunhas em Jerusalém, em toda a Judéia e Samaria, e até os confins da terra. "Atos 1: 8

É neste versículo dos Atos dos Apóstolos que o pontífice argentino optou por parar em seu Mensagem de 6 de janeiro anunciando a edição de 2022 do Dia Missionário Mundial, que acontecerá em outubro próximo. Um dia que, segundo Francisco, “nos ajuda a viver o fato de que a Igreja é missionária por natureza”.

Centrou-se em particular nas "três expressões-chave" que resumem, segundo ele, "os três fundamentos da vida e da missão dos discípulos": "Sereis minhas testemunhas", "até aos confins da terra" e "vós receberá força quando o Espírito Santo descer sobre você ”.

"Vocês serão minhas testemunhas" porque lembra que “todo cristão é chamado a ser missionário e testemunha de Cristo. E a Igreja, comunidade dos discípulos de Cristo, não tem outra missão senão evangelizar o mundo pelo testemunho de Cristo. A identidade da Igreja é evangelizar ”.

“Portanto, o exemplo de vida cristã e o anúncio de Cristo caminham juntos na evangelização. Um serve ao outro ”, continua François.

expressão "Até os confins da terra" expressa para Francisco o "caráter universal" da missão dos cristãos. Evocando de passagem a crise migratória, o Papa expressa a sua gratidão aos irmãos e irmãs que «por causa das perseguições religiosas e das situações de guerra e violência» são obrigados a abandonar as suas terras para ir a outros países e «dar testemunho de Cristo e do amor de Deus nos países que os acolhem ”.

“De fato, vivemos cada vez mais como a presença de fiéis de várias nacionalidades enriquece o rosto das paróquias e as torna mais universais, mais católicas”, continua.

Continua convidando os cristãos ao encontro, recordando que “a Igreja de Cristo foi, é e sempre estará 'saindo' para novos horizontes geográficos, sociais e existenciais, para lugares e situações humanas. 'Limites', para testemunhar Cristo e seu amor a todos os homens e mulheres de todos os povos, todas as culturas e todas as classes sociais ”.

A última expressão-chave em que François para, "Você receberá força quando o Espírito Santo descer sobre você", convida os cristãos a se deixarem sempre “fortalecidos e guiados pelo Espírito”. Ele enfatiza este aspecto importante da vida cristã, afirmando que nenhum cristão "pode ​​dar testemunho pleno e autêntico de Cristo Senhor sem a inspiração e a ajuda do Espírito".

No final da sua mensagem, o Papa referiu-se também aos vários aniversários missionários que serão celebrados em 2022.

A começar pelos 400 anos de instituição da Sagrada Congregação da Propaganda Fide. Uma Congregação que, afirma Francisco, “revelou-se crucial para tornar verdadeiramente tal a missão evangelizadora da Igreja, isto é, independente da interferência das potências do mundo, para estabelecer estas Igrejas locais que o mostram. vigor hoje ”.

Cita também o 200º aniversário da fundação da Obra para a Propagação da Fé, bem como o centenário do reconhecimento pontifício pela Obra da Infância (dedicada à promoção da missão para as crianças) e pela Obra de São Pedro. Apóstolo (que apóia seminaristas e padres missionários).

Camille Westphal Perrier

Crédito da imagem: Shutterstock / giulio napolitano

© Info Chrétienne - Reprodução parcial autorizada seguida de um link "Leia mais" para esta página.

APOIE A INFORMAÇÃO CRISTÃ

Info Chrétienne por ser um serviço de imprensa online reconhecido pelo Ministério da Cultura, a sua doação é dedutível no imposto de renda em até 66%.