A Convenção Batista do Sul, principal igreja protestante americana, adquire ferramentas contra agressão sexual

Na terça-feira, 14 de junho, milhares de seguidores da Convenção Batista do Sul votaram, por grande maioria, para colocar em prática ferramentas para combater o abuso sexual dentro da denominação. Eles também elegeram seu novo presidente.

Enquanto a Convenção Batista do Sul (SBC) está no centro de uma escândalo envolvendo centenas de agressões sexuais, a principal igreja protestante americana tomou duas decisões importantes para lutar contra esses abusos durante sua reunião anual que aconteceu na terça-feira.

Uma votação muito esperada que ocorre menos de um mês após a publicação de uma reportagem investigativa que concluiu que a Igreja há anos praticava obstrução e ocultação enfrentando as vítimas.

Conforme Christianity Today, milhares de membros da denominação votaram a favor da criação de um banco de dados chamado "Ministry check" ("controle do ministério" Nota do Editor) que identificará membros da SBC acusados ​​de abuso sexual. Uma base que será gerida por uma empresa independente.

Também adotaram a criação de um grupo de trabalho para implementar reformas voltadas ao combate ao abuso sexual dentro da instituição.

O pastor Bruce Frank, chefe da força-tarefa que supervisionou a última investigação sobre este tópico, falou antes da votação pedindo aos membros da denominação que ajam pela reforma e escolham entre "humildade e orgulho".

“Hoje escolheremos entre humildade ou orgulho... Escolheremos entre fazer o melhor para a glória de Deus e o bem comum ou escolheremos mais uma vez não mudar nada. »

“Sem ação, não há arrependimento”, acrescentou.

Tiffany Thigpen, vítima de abuso, saudou a decisão tomada pela instituição religiosa, considerando que é uma “vitória em muitos aspectos”. "O coração das pessoas mudou, e isso é algo que só Deus pode fazer", disse ela.

Bart Barder, novo presidente da SBC

Este encontro também foi uma oportunidade para a denominação eleger seu novo presidente. Foi o pastor do Texas, Bart Barber, que foi eleito no segundo turno, ganhando 61% dos 5 votos, contra 600% de seu oponente Tom Ascol.

De acordo com Josh King, um pastor no Arkansas, esta eleição é "uma vitória não apenas para a Convenção, mas também para a reforma do abuso sexual".

Em maio passado, quando foi publicada a reportagem sobre abuso sexual na SBC, Bart Barbeiro, estava particularmente empenhado em buscar justiça para as vítimas, lembrando que a Bíblia nos ensina a “amar uns aos outros”. Ele sucede o pastor Ed Litton, eleito no ano passado.

A SBC, que tem uma rede de milhares de igrejas, tem mais de quinze milhões de membros nos Estados Unidos.

Camille Westphal Perrier

Crédito de imagem: Shutterstock.com/Tallmaple/Southern Baptist Convention Church localizada em Houston, Texas

© Info Chrétienne - Reprodução parcial autorizada seguida de um link "Leia mais" para esta página.

APOIE A INFORMAÇÃO CRISTÃ

Info Chrétienne por ser um serviço de imprensa online reconhecido pelo Ministério da Cultura, a sua doação é dedutível no imposto de renda em até 66%.