A carta da irmã Gloria Cecilia Narváez, refém no Mali há mais de quatro anos

A irmã Gloria Cecilia Narváez ainda está viva. A freira sequestrada no Mali em fevereiro de 2017, enviou uma carta datada de 3 de fevereiro de 2021 e tornada pública em 8 de julho, a seu irmão Edgar Narváez. 

A freira colombiana de 57 anos, sequestrada há quatro anos e cinco meses enquanto trabalhava em Karangasso, Mali, perto da fronteira com Burkina Faso deu sinal de vida a seu irmão, Edgar Narváez, em carta recebida em maio.

Nesta nota manuscrita enviada através da Cruz Vermelha Internacional em 3 de fevereiro e tornada pública na quinta-feira, 8 de julho, pela caridade católica Ajuda à Igreja que Sofre no Reino Unido (ACN), Gloria Cecilia Narváez pede orações por sua libertação.

“Que todos rezem muito por mim. Deus os abençoe a todos. Espero que Deus me ajude a recuperar minha liberdade. Sua amada irmã, Gloria. "

Edgar Narváez, confidenciou à ACN, afirma que apesar da situação a sua irmã "está bem", ainda que a libertação da refém francesa Sophie Pétronin que estava ao seu lado em cativeiro e tornou-se sua amiga, "afectou muito".

“A separação causou grandes dificuldades psicológicas e mentais para minha irmã, pois haviam compartilhado quatro anos de amizade. Eles se davam muito bem e eram bons amigos. "

Após seu lançamento em outubro de 2020, Sophie petronina havia apelado a Emmanuel Macron em favor da freira colombiana, afirmando, “seu espírito cede, devemos fazer de tudo para tirá-la de lá”.

Segundo a irmã de Glória, Cecilia Narváez, as duas mulheres passam a maior parte do tempo juntas.

“Ficaram juntos quatro anos, moraram juntos, comeram juntos, dormiram na mesma tenda. "

Após a libertação de Sophie Petronin, a refém colombiana relata em sua carta que foi transferida para um local ainda mais remoto e seria detida pelo Grupo de Apoio ao Islã e aos Muçulmanos (GSIM), ativistas pertencentes a uma aliança jihadista no Sahel ligada à Al-Qaeda. Seu irmão, porém, especifica que ela se recuperou mentalmente desde a partida da francesa.

Em sua mensagem, a freira enviou “seus cumprimentos à família” e pediu às autoridades colombianas que tomem medidas para permitir sua libertação e retorno à Colômbia.

Uma missão internacional liderada pela Colômbia visitou a África para obter sua libertação em março de 2021, infelizmente foi suspensa em junho devido ao agravamento da situação no território do Mali, especialmente após o golpe de Estado no final de maio. Edgar Narváez diz estar "um pouco triste e desconcertado" com esta notícia, espera que outra missão de resgate seja organizada novamente em breve.

Para obter a libertação de sua irmã e o que ele mais deseja, "é isso que todos nós queremos", disse ele, acrescentando que isso é o que sua mãe queria, "vê-la livre e morrer em paz". Infelizmente, sua mãe, Rosita Argoti de Narváez, faleceu em setembro de 2020 aos 87 anos “incapaz de suportar mais a tristeza e o desespero” do cativeiro de sua filha.

Camille Westphal Perrier

© Info Chrétienne - Reprodução parcial autorizada seguida de um link "Leia mais" para esta página.

APOIE A INFORMAÇÃO CRISTÃ

Info Chrétienne por ser um serviço de imprensa online reconhecido pelo Ministério da Cultura, a sua doação é dedutível no imposto de renda em até 66%.