Polícia nigeriana resgata 77 pessoas, incluindo crianças, detidas em uma igreja

A polícia nigeriana resgatou dezenas de pessoas, muitas delas crianças, detidas no porão de uma igreja onde foram instruídas a esperar pelo que acreditavam ser a vinda de Cristo.

A polícia invadiu a Igreja dos Crentes da Bíblia Inteira, no sudoeste do estado de Ondo, na sexta-feira, depois de ser avisada por uma mulher local que disse que seus filhos estavam sendo mantidos lá contra sua vontade.

Setenta e sete pessoas, incluindo 26 crianças, foram resgatadas e dois pastores foram presos, disse o porta-voz da polícia estadual de Ondo, Funmilyo Odunlami, em comunicado.

A polícia disse que os cristãos foram mantidos na igreja depois de serem informados de que tinham que esperar pela volta de Jesus e, portanto, pelo "arrebatamento da igreja", para subir ao céu com ele.

Um dos pastores "disse aos membros que o arrebatamento ocorreria em abril, mas depois disse que foi alterado para setembro", disse o comunicado.

Outra família que também esteve presente durante o resgate disse que sua filha (…) abandonou a escola por causa dos ensinamentos estranhos do pastor e saiu de casa em janeiro.

O vice-pastor Josiah Peters disse ao ChannelsTV que os fiéis estavam realizando um programa de sete dias dentro da igreja quando a polícia forçou a entrada.

De acordo com o porta-voz da polícia Odunlami, "um morador local levou a polícia ao local de culto depois de relatar que seus filhos haviam sido sequestrados".

Ela também disse à polícia que o pastor "disse às crianças que não havia razão para elas voltarem à escola até então".

O ex-membro da igreja Michael Olorunyomi disse ao ChannelsTV que deixou a igreja com seus pais devido a preocupações com os ensinamentos do pastor.

“Eles ensinaram as crianças a não obedecerem aos pais e fizeram os maridos odiarem suas esposas”, disse ele. “Eles capitalizaram em visões, profecias e sonhos para ditar a vida das pessoas sem seguir a Bíblia. »

O estado de Ondo ganhou as manchetes no mês passado quando homens armados atacaram uma igreja católica com explosivos e mataram 40 pessoas em um ataque raro na região geralmente mais calma do sudoeste do país.

Nenhum grupo reivindicou a responsabilidade pelo ataque, mas o governo disse suspeitar de jihadistas da província do Estado Islâmico na África Ocidental.

As tropas nigerianas estão lutando contra uma insurgência jihadista de 13 anos em todo o país no nordeste, onde o conflito matou mais de 40 pessoas e deslocou outros dois milhões.

A nação mais populosa da África, a Nigéria é quase igualmente dividida entre o sul predominantemente cristão e o norte predominantemente muçulmano.

O Conselho Editorial (com AFP)

Crédito da imagem: Shutterstock.com/Oludarekenny

© Info Chrétienne - Reprodução parcial autorizada seguida de um link "Leia mais" para esta página.

APOIE A INFORMAÇÃO CRISTÃ

Info Chrétienne por ser um serviço de imprensa online reconhecido pelo Ministério da Cultura, a sua doação é dedutível no imposto de renda em até 66%.