Joe Biden promete acolher 125 refugiados, iniciativa saudada pela Comissão dos Estados Unidos para a Liberdade Religiosa

“Os Estados Unidos não podem pressionar outros países a aceitar refugiados e cuidar das pessoas que chegam em seu solo e não ser um modelo em suas casas. "

O O governo de Donald Trump reduziu o número de refugiados aceitos em solo americano para 15, de uma média de cerca de 000 no passado, devido a preocupações com o processo de triagem. Por esse motivo, o Programa de Admissão de Refugiados dos Estados Unidos (USRAP) tem sido objeto de debate e polêmica nos últimos anos.

O novo presidente dos Estados Unidos, Joe Biden planeja aumentar o número de refugiados hospedados no território para 125. Uma iniciativa que alegra a Comissão Americana sobre Liberdade Religiosa Internacional (USCIRF), que monitora de perto os refugiados que deixaram seus países para se proteger da perseguição ligada à sua religião.

“Os Estados Unidos não podem pressionar outros países a aceitar refugiados e cuidar das pessoas que chegam em seu solo e não ser um modelo em suas casas. Disse que o presidente da USCIRF, Gayle Manchin, CBN News.

Desde seu início em 1980, a Lei dos Refugiados permitiu que três milhões de refugiados se estabelecessem nos Estados Unidos. Hoje, de acordo com a Agência das Nações Unidas para os Refugiados, é 1,4 milhão de refugiados extremamente vulneráveis ​​com necessidade urgente de reassentamento.

O USIRF considera que para gerir esta crise da melhor forma possível, “o governo dos EUA terá de investir no reassentamento de refugiados, melhorar o tratamento dos requerentes de asilo, rever os procedimentos de triagem e melhorar a sua ajuda humanitária aos refugiados e deslocados internos do país, bem como para os países que os hospedam, no exterior ”.

Camille Westphal Perrier

© Info Chrétienne - Reprodução parcial autorizada seguida de um link "Leia mais" para esta página.

APOIE A INFORMAÇÃO CRISTÃ

Info Chrétienne por ser um serviço de imprensa online reconhecido pelo Ministério da Cultura, a sua doação é dedutível no imposto de renda em até 66%.