Egito: Cristão copta e dois homens executados pelo Estado Islâmico

Os três homens, mortos a tiros por militantes do Estado Islâmico, são acusados ​​pelos jihadistas de terem apoiado o exército egípcio.

O grupo jihadista Estado Islâmico compartilhou no sábado o vídeo de a execução de três homens, incluindo um cristão copta de 62 anos, na Península egípcia do Sinai. Acusado de apoiar o exército egípcio, o cristão foi morto a tiros à queima-roupa por um jihadista.

de acordo com um Comunicado da Igreja Copta, a vítima é Nabil Habashi Salama, um cristão copta sequestrado há 5 meses por aqueles que eles chamam de "elementos takfiri", islâmicos extremistas. O comunicado à imprensa afirma: "ele manteve a fé até ser morto".

Segundo Olho do Oriente Médio, o ativista que executou Nabil Habashi Salama supostamente ameaçou os cristãos no Egito:

“Quanto a vocês, cristãos no Egito, este é o preço que pagam para apoiar o exército egípcio. "

O mesmo vídeo revela o assassinato de dois membros dos Tarabines, uma tribo local, acusados ​​de terem lutado ao lado do exército egípcio e mortos a tiros no deserto.

MC

© Info Chrétienne - Reprodução parcial autorizada seguida de um link "Leia mais" para esta página.

APOIE A INFORMAÇÃO CRISTÃ

Info Chrétienne por ser um serviço de imprensa online reconhecido pelo Ministério da Cultura, a sua doação é dedutível no imposto de renda em até 66%.