Editorial de Camille de 6 de novembro

Pierre Simonet, um dos últimos três companheiros do Liberty, acaba de falecer aos 99 anos. 

A por ocasião de sua morte, o Ministério das Forças Armadas elogiou muito o veterano das Forças Livres, um "observador brilhante", "corajoso", "dedicado", um lutador pela "liberdade". Lendo o comunicado de imprensa, pensei, que ele tinha sido, acima de tudo, um lutador pela paz.

Estou pensando aqui, é claro, na paz em sua primeira definição, que é descrita no dicionário como "o estado de um país que não está em guerra".

Como Arcebispo Emérito de Douala 90 anos, aquele que faz "todo o possível pela paz" na região noroeste dos Camarões, onde o governo e os oponentes separatistas de língua inglesa se separam desde 2016.

A paz é provavelmente o que muitas famílias "apanhadas no fogo cruzado de uma guerra brutal" também esperam, no conflito entre Armênia e Azerbaijão.

Paz, mas desta vez no sentido de um "estado de tranquilidade" também é o que Cristãos de Tawang na Índia, que desejam ter um local de culto em sua cidade e denunciam uma "violação de seu direito democrático".

quanto a Arzoo Raja, cujo caso não se esgota e de quem a justiça pede um laudo médico para determinar a sua idade, também ela, certamente, gostaria de ser "deixada em paz", ou melhor, em paz!

Para os cristãos, a paz é outra coisa.

É a certeza da presença de Deus para sempre ao nosso lado.

Às vezes, no turbilhão de nossas vidas, é tão fácil perder de vista aquela paz "que ultrapassa todo o entendimento" (Filipenses 4: 7) de que a Bíblia nos fala.

Na madrugada deste segundo fim-de-semana confinado, tempo de descanso ou de ansiedade para alguns, parece oportuno recordar que a paz de Deus está à nossa disposição, sejam quais forem as nossas circunstâncias.

Camille Westphal Perrier

 

© Info Chrétienne - Reprodução parcial autorizada seguida de um link "Leia mais" para esta página.

APOIE A INFORMAÇÃO CRISTÃ

Info Chrétienne por ser um serviço de imprensa online reconhecido pelo Ministério da Cultura, a sua doação é dedutível no imposto de renda em até 66%.