Cristãos do Afeganistão: "Agora que o Taleban está no poder, sua vulnerabilidade aumentou dez vezes"

“Antes do reinado do Taleban, [os cristãos] já tinham dificuldade em viver sua fé. Eles tiveram que manter isso em segredo de suas famílias por medo de serem rejeitados, ou pior, mortos. Agora que o Taleban está no poder, sua vulnerabilidade aumentou dez vezes. "

A vida promete ser ainda mais difícil para os cristãos afegãos desde que o Taleban retomou o controle do país após a partida dos militares dos EUA no final de agosto.

“Antes do reinado do Taleban, [os cristãos] já tinham grande dificuldade em viver sua fé”, lembra o diretor de campo do Portas Abertas para a Ásia. Notícias da Rede Missionária (MNN) que acrescenta que deviam "guardar segredo para as suas famílias por medo de serem rejeitados, ou pior, mortos". “Agora que o Taleban está no poder”, continua o missionário, “sua vulnerabilidade aumentou dez vezes”.

A comunidade cristã afegã, que representa "alguns milhares" de pessoas, é na verdade uma extrema minoria no país e é quase exclusivamente composta de convertidos do islamismo. Como ex-muçulmanos, esses cristãos são alvos do governo, que "não permite que nenhum cidadão afegão se torne cristão", revela oPortas abertas de ONGs.

A organização acrescenta que o Talibã "agora está indo de porta em porta para caçar aqueles que colaboraram com o Ocidente, mas também homossexuais e não muçulmanos", incluindo cristãos que correm o risco de "ser sequestrados, torturados. E você é".

Preocupação Cristã Internacional relata que, de acordo com o porta-voz do Release International, Andrew Boyd, pelo menos um cristão, Hazara já foi morto pelo Talibã por baixar uma Bíblia em seu telefone.

Camille Westphal Perrier

© Info Chrétienne - Reprodução parcial autorizada seguida de um link "Leia mais" para esta página.

APOIE A INFORMAÇÃO CRISTÃ

Info Chrétienne por ser um serviço de imprensa online reconhecido pelo Ministério da Cultura, a sua doação é dedutível no imposto de renda em até 66%.