Crianças cristãs submetidas a assédio por muçulmanos em campos de refugiados alemães

Os jovens migrantes cristãos sofrem perseguição desde tenra idade, na forma de intimidação por parte de seus colegas muçulmanos.

LA informação foi revelada por um padre católico que trabalha em campos de refugiados na Alemanha. Andreas Knapp, 58, fala sobre como as crianças vivenciam esse bullying. As crianças muçulmanas dizem que odeiam os cristãos do Oriente Médio.

Um dos meninos cristãos intimidados teve que mudar de escola. Outro foi completamente rejeitado por seus pares no campo da Saxônia.

“Havia muitas crianças muçulmanas e eu era o único cristão. Quando eu os oferecia para jogar futebol, eles diziam: 'Não, você é cristão'. Então eles me insultaram por comer carne de porco. "

As crianças muçulmanas desprezam os jovens cristãos porque os percebem como colaboradores de governos ocidentais que eles rejeitam.

Numerosos relatórios apontam para os milhares de casos relatados de migrantes cristãos de todas as idades sofrendo abuso, violência e assédio em campos de refugiados. Os ex-muçulmanos que se converteram ao cristianismo são um alvo particularmente vulnerável desses ataques.

Com o número de casos identificados sendo muito grande, muitas vozes e organizações estão se levantando para clamar por campos de refugiados separados com base nas religiões.

O editorial

Fonte: Christian Today

© Info Chrétienne - Reprodução parcial autorizada seguida de um link "Leia mais" para esta página.

APOIE A INFORMAÇÃO CRISTÃ

Info Chrétienne por ser um serviço de imprensa online reconhecido pelo Ministério da Cultura, a sua doação é dedutível no imposto de renda em até 66%.