Bangladesh: rumo ao abandono do Islã como religião oficial?

Bangladesh tem 170 milhões de habitantes, 90% são muçulmanos.

A Originalmente um país ateu, foi durante um golpe de estado em 1975 que os militares tomaram o poder e estabeleceram o Islã como religião oficial. Eles assassinam o pai da independência de Bangladesh, Sheik Mujibur, assim como quase toda sua família.

Mas, mais de 40 anos depois, sua filha, Sheik Hasina, primeira-ministra, líder da liga Awami, um partido secular de centro-esquerda, intransigente em relação aos islâmicos, questiona a legalidade desse status. Desde 29 de fevereiro de 2016, o Supremo Tribunal Federal examina a constitucionalidade da condição de religião oficial.

Esta luta está sendo travada em um contexto de intensa violência terrorista contra minorias religiosas (cristãos, hindus, minorias muçulmanas), mas também contra ateus, intelectuais e estrangeiros.

O governo nega, mas o país é considerado um dos principais centros de recrutamento do Daesh. Em um país predominantemente muçulmano, é questionável se a população apoiará esta iniciativa.

MC

© Info Chrétienne - Reprodução parcial autorizada seguida de um link "Leia mais" para esta página.

APOIE A INFORMAÇÃO CRISTÃ

Info Chrétienne por ser um serviço de imprensa online reconhecido pelo Ministério da Cultura, a sua doação é dedutível no imposto de renda em até 66%.