8 homens têm a mesma riqueza que a metade mais pobre do mundo

De acordo com um novo relatório publicado pela ONG britânica Oxfam Segunda-feira, 16 de janeiro de 2017, “Uma economia para os 99 por cento”, oito pessoas têm a mesma riqueza que os 3,6 bilhões que constituem a metade mais pobre da humanidade.

Crelatório foi divulgado para marcar a abertura hoje, terça-feira, 17 de janeiro, do Fórum Econômico Mundial em Davos, nos Alpes suíços. O Fórum realiza uma reunião anual de líderes políticos e econômicos mundiais. Reúne lideranças políticas, empresários, intelectuais e jornalistas, com o objetivo de discutir as principais questões econômicas, sociais e ambientais do planeta.

Os cálculos da Oxfam são baseados em dados globais sobre a distribuição da riqueza, fornecidos em dados do Credit Suisse Global Wealth 2016. “Uma economia para 99 por cento” revela que o fosso entre ricos e pobres continua a aumentar e denuncia a influência política desta elite financeira. De acordo com a ONG, as grandes corporações e as pessoas mais ricas usam a desigualdade explorando um sistema econômico decadente, evitando impostos, cortando salários e maximizando a renda dos acionistas.

Entre as 8 pessoas mais ricas do mundo, as três primeiras são formadas por Bill Gates, fundador da Microsoft, Amancio Ortega, fundador da Inditex e dono do buffet Zara and Warren. Mark Zuckerberg vem em sexto e Michael Bloomberg em oitavo.

Para Manon Aubry, porta-voz da Oxfam França, citado no comunicado à imprensa:

“É indecente que tanta riqueza esteja concentrada nas mãos de uma minoria tão pequena, se considerarmos que uma em cada dez pessoas no mundo vive com menos de US $ 2 por dia. A desigualdade aprisiona centenas de milhões de pessoas na pobreza, divide nossas sociedades e enfraquece a democracia. "

A França não escapou das críticas da Oxfam. De acordo com o estudo, em 2016, 21 bilionários eram donos dos 40% mais pobres da população francesa.

O editorial

© Info Chrétienne - Reprodução parcial autorizada seguida de um link "Leia mais" para esta página.

APOIE A INFORMAÇÃO CRISTÃ

Info Chrétienne por ser um serviço de imprensa online reconhecido pelo Ministério da Cultura, a sua doação é dedutível no imposto de renda em até 66%.