59 mortos nas Filipinas: aldeias enterradas e casas empurradas para o mar após a tempestade Megi

A primeira grande tempestade tropical a atingir as Filipinas mata 59.

A tempestade tropical Megi matou 59 pessoas nas Filipinas, incluindo 48 na cidade de Baybay. A Agence France Presse relata vilarejos enterrados, casas empurradas para o mar por um enorme deslizamento de terra e deslizamentos de terra gigantescos.

Lemuel Gin Traya, prefeito do município de Abuyog, uma vila costeira de cerca de 400 pessoas na província central de Leyte, lamenta a perda de sua vila, "completamente devastada". “Este desastre parte meu coração”, diz ele.

Ara Mae Canuto, 22, ficou preso em um deslizamento de terra. Ela testemunha o barulho, “como um helicóptero”. e sua tentativa de fuga. Ara Mae foi arrastado pelas ondas lamacentas. Ela ainda está viva, mas seu pai está morto e sua mãe ainda está desaparecida.

Loderica Portarcos vive na aldeia de Bunga. Ela perdeu 17 membros de sua família no desastre. "Disseram-nos para ficarmos alertas porque uma tempestade se aproximava, mas eles não nos disseram diretamente para evacuar", lamenta.

Os militares filipinos se juntaram à Guarda Costeira, bombeiros e policiais para auxiliar nas operações de resgate.

Megi, conhecida nas Filipinas pelo nome local de Agaton, é a primeira grande tempestade tropical a atingir o país este ano. Bloqueou milhares de viajantes no início da Semana Santa, a época tradicional de viagem para as Filipinas.

MC (com AFP)

© Info Chrétienne - Reprodução parcial autorizada seguida de um link "Leia mais" para esta página.

APOIE A INFORMAÇÃO CRISTÃ

Info Chrétienne por ser um serviço de imprensa online reconhecido pelo Ministério da Cultura, a sua doação é dedutível no imposto de renda em até 66%.