5 freiras estupradas durante o ataque ao convento Notre-Dame de la Salette em Madagascar

Cinco freiras, incluindo uma jovem voluntária alemã, foram estupradas durante a noite de sexta a sábado, 1º de abril, durante ataque ao convento de Notre-Dame de la Salette em Antsahatanteraka, Madagascar.

Uuma irmã malgaxe, uma voluntária alemã e três estagiárias foram vítimas de violência sexual. O homem da manutenção ficou gravemente ferido depois de ser severamente espancado. Traumatizada, a jovem alemã voltou ao seu país. Os agressores também roubaram o equivalente a 6000 euros, 4 telefones, 3 computadores e 1 tablet digital.

As forças da gendarmaria prenderam 26 pessoas. Sete deles teriam sido identificados pelas vítimas. Outros invasores ainda estão foragidos.

Désiré Tsarahazana, presidente da Conferência Episcopal denunciou um abominável ato de barbárie.

“Condenamos veementemente o que aconteceu. O poder do Estado deve ser chamado para garantir que medidas mais rigorosas sejam tomadas em face da escala terrível de atos de banditismo em toda a ilha. A Conferência dos Bispos encoraja todos os religiosos e religiosas que se dedicaram a servir o país a não falharem em sua vocação ”.

A Comissão de Justiça e Paz descreveu "crime contra a humanidade" o ataque às freiras.

O editorial

© Info Chrétienne - Reprodução parcial autorizada seguida de um link "Leia mais" para esta página.

APOIE A INFORMAÇÃO CRISTÃ

Info Chrétienne por ser um serviço de imprensa online reconhecido pelo Ministério da Cultura, a sua doação é dedutível no imposto de renda em até 66%.